Escreva o que pretende procurar e pressione ENTER para iniciar a sua pesquisa!

eSports-logo-250x250
live-news-icon

Live News

Team Liquid ti9 finals

Imagem de: Reprodução

TI9: EM SÉRIE EMOCIONANTE, LIQUID BATE LGD E ESTÁ NA FINAL DA TI9

Equipe venceu os donos da casa de virada na série MD3

A Team Liquid superou a PSG.LGD e conquistou a vaga na grande final do The International 9 após vencer a série da final da chave inferior por 2 a 1. Em um dos jogos mais emocionantes do campeonato, os europeus não sucumbiram à pressão da torcida chinesa e conseguiram conquistar a série contra o time da casa de virada. Agora eles enfrentam OG, valendo o título do TI9 e um total de mais de US$ 15 milhões em premiação.

A SÉRIE

JOGO 1

Liquid e LGD fizeram uma das séries mais emocionantes do The International 9. O primeiro jogo da MD3 começou com picks ousados de ambos os lados. Enquanto a Liquid arriscava com o poder de pusher do Tinker de w33haa para parar o Gyrocopter que a LGD decidira por nas mãos de Maybe, os chineses responderam com uma escolhe de Spectre – o que forçaria a equipe a jogar pelo late game.

O jogo começou muito movimentado, com o first blood sendo derramado em favor da Liquid antes mesmo das cornetas de batalha soarem. Isso serviu para dar gás para TL, que mostrou um bom controle do early game, encaixando boas teamfights. Entretanto, aos poucos a LGD foi recuperando o controle do jogo, punindo erros da Liquid e aproximando do seu objetivo: levar o jogo para o late game. Após abrirem uma vantagem de 20k de ouro em relação a Liquid, a LGD tomou controle absoluto do jogo. Com uma apresentação próxima a perfeição de fy com seu Rubick, a equipe chinesa conquistou o GG aos 52 minutos de jogo.

JOGO 2

O segundo jogo também começou a se desenhar no draft. Após um pick consideravelmente cedo de Templar Assassin – assertivamente previsto na posição de midlaner para w33 – a LGD respondeu com um Huskar, construindo uma matchup notoriamente desfavorável para os cavalos. O early game foi completamente dominado pela LGD. W33 foi obrigado a passar grande parte do early game na floresta, deixando espaço livre para o Huskar de Maybe crescer com free farm na rota do meio. A top lane também não ia bem para a Liquid, com MinD_ControL sendo não conseguindo impor seu impacto em cima do Lifestealer de Ameame, que também crescia no jogo.

Conforme o jogo foi escalando a partida foi saindo do controle e tudo se desenhava para mais uma derrota da Liquid, se não fosse por um fator: o Sven de Miracle. Apesar da equipe ter perdido todas as lanes, o hard carry conseguiu farmar o suficiente para segurar o jogo e virar TF’s importantíssimas para a equipe. Uma delas resultou em uma virada de Roshan para a Liquid, que começou a colocar a equipe novamente nos trilhos. O jogo começou a ficar muito tenso de ambos os lados, com as equipes trocando eliminações, buybacks e longas teamfights. Em um desses momentos de tensão as equipes ficaram por quase 4 minutos em uma “guerra fria” em busca do terceiro Roshan do jogo.

A pressão de finalizar a série começou a pesar para o lado da PSG.LGD. Em uma tentativa de subir o high ground da base adversária, os chineses levaram os dois quarteis da bot lane, porém pagando um custo muito alta. Com uma excelente resposta de Miracle e Gh, a Liquid terminou essa teamfight eliminando 4 oponentes, forçando-os a gastar 3 buybacks e conquistando o quarto Roshan do jogo, com uma Aghanim Scepter consumível. Essa virada foi suficiente para a equipe recuperar o controle do jogo, fechar a LGD em sua base e conquistar o GG – após uma tentativa desesperada de Ameame de fazer uma base race – aos 59 minutos de jogo.

JOGO 3

O terceiro jogo foi bem diferente dos anteriores para a Liquid. A grande virada do jogo 2 pareceu ter afetado bastante o psicológico dos chineses da PSG.LGD. Mesmo pickando o Rubick de fy, que havia destruído no primeiro jogo, e um Elder Titan (herói forte deste meta que esteve presente nas composições de ambas equipes em suas vitórias) para xNova, a equipe errou a maioria das execuções de seus heróis. Fy, que estava claramente abalado, foi pego fora de posição por 3 vezes no early game, o que fez a Templar Assassin de w33 escalar muito rápido. Como se isso não bastasse, Miracle estava em um momento incrível. O player, que jogava de Wraith King, teve um jogo impecável. Essa mistura fez com que a Liquid dominasse o jogo do começo ao fim, fazendo a LGD pedir o GG aos 36 minutos.

PRIMEIRO BICAMPEÃO DO TI

Com a formação desta final temos a certeza de que, pela primeira vez na história, teremos uma equipe bicampeã no The International. Enquanto a OG joga para defender o título conquistado em 2018, a Team Liquid busca reviver a conquista de 2017. Para Kuroky, capitão da Team Liquid, a final não poderia ser melhor: “Se não for para mim (o título do The International) eu desejaria que fosse para o N0tail, então do meu ponto de vista será uma final muito pura.” – disse o suporte após a classificação.

A grande final do The International 9 acontece na madrugada deste domingo (25), a partir das 5h da manhã (horário de Brasília).

Notícias Relacionadas

NBA 2K League: Raptors Uprising GC quebra recorde de melhor início de temporada regular ao bater Heat e chegar a 11-0
Dota 2 11-0 INÉDITO!

Raptors Uprising quebra recorde de 2019 do Mavs; veja como foi o Dia 1 da Semana 8 da NBA 2K League

NBA 2K League: Magic Gaming surpreende e bate Warriors Gaming Squad
Dota 2 WGS EM CRISE?

Duo da Flórida recuperado, Celtics zerado e Jazz embalado; veja como foi o Dia 4 da Semana 7 da NBA 2K League

NBA 2K League: em duelos emocionantes decididos por um ponto, Mavs Gaming vence Warriors Gaming Squad
Dota 2 FINAIS EMOCIONANTES

Mavs passa pelo Warriors Gaming Squad no melhor duelo da temporada; veja como foi o Dia 3 da Semana 7 da 2KL

Instagram

última imagem publicada no instagram por eSportsBR