TEAM LIQUID DESISTE DA DREAMLEAGUE E PERDE CHANCE DE DISPUTAR MAJOR

Team Liquid não disputará a DreamLeague

TEAM LIQUID DESISTE DA DREAMLEAGUE E PERDE CHANCE DE DISPUTAR MAJOR

eSportsBR

A Team Liquid, campeã do The International  2017, anunciou em seu Twitter que não disputará a DreamLeague 10, primeiro Minor do Dota pro Circuit temporada 2018/2019. A organização informou que a desistência seria devido "problemas relacionados à saúde", mas não deu informações adicionais sobre o assunto. 

Com a desistência, a equipe automaticamente abre mão de tentar uma vaga para o primeiro torneio Major da temporada, que acontece entre os dias 16 e 18 de novembro, em Kuala Lumpur na Malásia. De acordo com as mudanças do Dota Pro Circuit, a Liquid assegurou sua vaga para a DreamLeague 10 ao terminar a qualificatória européia em segundo lugar. Entretanto, viu a chance de disputar o Major ficar mais distante: a equipe seria obrigada a vencer o Minor para conquistar a última vaga. A Team Lithium será a equipe que ocupará a vaga deixada pela Team Liquid.  

MAIS BAIXAS 

Além dos "problemas relacionados à saúde", a Liquid também está sendo obrigada a lidar com outro problema: a saída do seu técnico (e ex-jogador da MVP Phoenix) Lee "Heen" Seung Gon. 

Heen é coreano e teve que voltar para sua terra natal para cumprir algumas pendências militares. Em seu Twitter, Heen afirma já ter cumprido seus 2 anos de serviço militar obrigatório, mas que ficaram faltando alguns treinamentos ocasionais. 

São raras as dispensas do serviço militar na Coréia do Sul. Desportistas coreanos só conseguem este benefício no caso de conquistarem títulos renomados em seus esportes, como uma medalha Olímpica ou uma medalha de ouro no Jogos Asiáticos. 

Ainda não é claro se essa regra se extende aos esports. Recentemente levantamos esse discussão no Level Up #13, onde falamos um pouco a respeito do desempenho dos esports nos Jogos Asiáticos (foi a primeira vez que os esports estiveram presente na competição, em caráter de teste).