Escreva o que pretende procurar e pressione ENTER para iniciar a sua pesquisa!

eSports-logo-250x250
live-news-icon

Live News

SMASH: POR QUE A NINTENDO QUER ABANDONAR O MELEE DE VEZ?

Imagem de: Divulgação/Nintendo

FGC

SMASH: POR QUE A NINTENDO QUER ABANDONAR O MELEE DE VEZ?

Dona da franquia parece não gostar da relevância de seu velho game

Para quem acompanha o cenário da FGC (Fighting Games Community, comunidade dos jogos de luta, em livre tradução), é fácil ver diversos campeonatos com um dos mais antigos jogos ainda a serem disputados em nível profissional: trata-se de Super Smash Bros Melee, da Nintendo. 

Mas porque a Big N não só não apoia a cena competitiva mas, pelo contrário, tenta cada vez mais suprimir ela? Basta-se observar, por exemplo, a EVO 2019, que acontece no início de agosto, e que, pela primeira vez desde 2013, não contará com o jogo em sua line-up oficial.

Lançado para o GameCube em novembro de 2001, o game resiste à prova do tempo e segue sendo um dos mais populares jogos em campeonatos. De 2013 a 2016, por exemplo, a quantidade de jogadores na EVO só aumentou. O jogo chegou a ser um dos mais assistidos do campeonato em algumas oportunidades, chegando até a atingir o recorde em 2016 de 216 mil pessoas assistindo na transmissão oficial (atualmente, o recorde é de Dragon Ball FighterZ, em 2018, com 257 mil).

A POSIÇÂO DA NINTENDO

Claro que, de maneira oficial, a Nintendo jamais se posicionou contrária a qualquer tipo de campeonato de Melee. Mas isso não impediu a empresa de tentar tirar o alcance do público em geral. Em 2013, quando Melee foi escolhido para participar da EVO através de uma votação, e empresa japonesa chegou a proibir a transmissão do evento. Com muito trabalho, os organizadores do campeonato conseguiram mudar a ideia da Nintendo. Quase a mesma coisa aconteceu no ano seguinte, em 2014. Melee foi anunciado posteriormente, pois a EVO ainda negociava com a Nintendo a presença do jogo e transmissão. 

Nos anos seguintes, o que aconteceu no máximo, foi a mudança de Melee tendo sua final no sábado enquanto o Smash do Wii U tinha sua final no domingo, dia premium de finais, por conta da Big N. Decisão que também não durou muito, já que a EVO tenta manter seu jeito de organizar o campeonato.

É preciso entender, no entanto, o porquê da Nintendo não querer a promoção desse jogo. Por mais que campeonatos de Melee promovam a marca da Nintendo e da franquia Smash, em linhas gerais, o que um torneio de Super Smash Bros Melee promove é o Super Smas Bros Melee. Ou seja, o GameCube foi descontinuado há mais de dez anos, em 2007, não gerando mais nenhum tipo de renda diretamente para a empresa. 

A grande maioria de espectadores que assistam a um campeonato de Melee e tenham interesse em jogar (competitivamente ou não), irão querer jogar Melee, e não outra versão. Para isso, buscarão GameCubes e cópias do jogo usadas, o que não gerará receita para a marca japonesa. 

Mas a Nintendo aprendeu (mais ou menos) durante os anos. Apesar de ainda não incentivar o cenário competitivo (mesmo dos jogos atuais) a companhia tem melhorado. Após o rápido fracasso competitivo de Super Smash Bros Brawl, do Wii, o trabalho foi grande para tentar agradar os profissionais do jogo com a versão do Wii U. E por alguns meses, mesmo que sem contar com os principais nomes do cenário, o jogo manteve atenção do público. 

O que parece ter apenas servido como aprendizado para uma grande tentativa com Super Smash Bros Ultimate, do Nintendo Switch. Tentando aliar uma boa gameplay casual com a disputa competitiva, Ultimate trouxe de volta todos os personagens e cenários da franquia, o que já mostra uma inclinação da empresa para fazer esse jogo “ser a bola da vez”. 

Talvez essa tenha sido a melhor resposta para a Nintendo até então. Embora muitos profissionais não tenham migrado para o jogo, a resposta em geral tem sido positiva e diversas personalidades da área estão jogando o game. Um dos pontos que mostra a “vitória” da Nintendo é o fato de de que Smash Bros Ultimate é o jogo com maior número de inscritos da EVO 2019. 

A única dúvida que fica, no entanto, é por que o Melee, uma das mais fortes atrações do evento, não está presente na line-up oficial? Diante do histórico recente da Nintendo com o game, não é impossível imaginar uma pressão nos bastidores para que apenas a versão do Switch estivesse presente, embora a EVO não seja de utilizar muitos jogos. A resposta, porém, fica no ar.

Notícias Relacionadas

NBA 2K League: Raptors Uprising GC quebra recorde de melhor início de temporada regular ao bater Heat e chegar a 11-0
FGC 11-0 INÉDITO!

Raptors Uprising quebra recorde de 2019 do Mavs; veja como foi o Dia 1 da Semana 8 da NBA 2K League

NBA 2K League: Magic Gaming surpreende e bate Warriors Gaming Squad
FGC WGS EM CRISE?

Duo da Flórida recuperado, Celtics zerado e Jazz embalado; veja como foi o Dia 4 da Semana 7 da NBA 2K League

NBA 2K League: em duelos emocionantes decididos por um ponto, Mavs Gaming vence Warriors Gaming Squad
FGC FINAIS EMOCIONANTES

Mavs passa pelo Warriors Gaming Squad no melhor duelo da temporada; veja como foi o Dia 3 da Semana 7 da 2KL

Instagram

última imagem publicada no instagram por eSportsBR