Escreva o que pretende procurar e pressione ENTER para iniciar a sua pesquisa!

eSports-logo-250x250
live-news-icon

Live News

SFV: DAIGO TEM SEU CONTROLE BANIDO EM TORNEIO, ENTENDA O PORQUÊ

Imagem de: Reprodução/Vicent Samako

FGC

SFV: DAIGO TEM SEU CONTROLE BANIDO EM TORNEIO, ENTENDA O PORQUÊ

Experiente jogador de Street Fighter realizou modificações em seu arcade stick

O Combo Breaker aconteceu nos dias 24 e 26 de maio, e o principal assunto que dominou as redes sociais durante o evento, não foram os comebacks, as grandes partidas e a emoção do torneio, mas sim um assunto recorrente da FGC (Fighting Games Community): os arcade sticks.

Na edição 2019 do tradicional torneio, ninguém menos que um dos cinco deuses do Street Fighter, Daigo Umehara, teve seu arcade stick proibido de participar do torneio. O veterano jogador começou a utilizar um controle que fosse mais favorável ao seu personagem, o Guile. Isso porque, Guile é um personagem de “hold”, ou seja, seus golpes especiais necessitam que o jogador segure uma direção por algum tempo antes de executar o comando (por exemplo, segurar para trás, depois apertar frente e soco para executar um Sonic Boom). Daigo utilizava um stick chamado Hitbox, que consiste em alterar o manche (direcional) por botões. Esse modelo adquirido pelo pro-player funciona com um sistema de prioridade, em que o último comando pressionado passa a valer. O que isso gera é que o jogador pode segurar para trás e, sem soltar o botão, apertar para frente para realizar o comando necessário. Por não ter soltado o botão para trás, seu personagem começa a carregar no frame seguinte ao término da animação, garantindo alguns frames de vantagem.

Umehara ainda fez modificações, adicionando botões para facilitar e agilizar ainda mais seus comandos. O próprio jogador entrou em contato com os organizadores do evento e com a Capcom, a respeito da utilização de seu stick. A decisão da produtora do jogo, foi de banir nesse evento, mas que caberá aos organizadores decidirem nas próximas ocasiões, caso isso não esteja esclarecido nas regras da própria Capcom Pro Tour.

A linha tênue sobre a proibição se desenha principalmente pelo fato de que o Dualshock 4, controle padrão do Playstation 4, que também permite esse tipo de comando. Por exemplo, é possível segurar para trás no analógico e, sem soltar a alavanca, pressionar para frente no d-pad, facilitando a execução da mesma forma. Embora seja mecanicamente mais complicado de realizar, o princípio é o mesmo.

Ao longo do final de semana, muitas brincadeiras e memes foram postados nas redes sociais, tanto de outros jogadores quanto de espectadores. Daigo estava tranquilo e não parecia aborrecido pelo acontecimento, apenas, segundo ele, queria ajudar a definir o que é ou não permitido em campeonatos oficiais. Ao fim do torneio, através de sua conta no twitter, Daigo ainda esclareceu que sua intenção jamais foi de causar transtorno e dores de cabeça aos organizadores.

Segue abaixo alguns vídeos que explicam e debatem os acontecimentos com Daigo (em inglês):





Notícias Relacionadas

NBA 2K League: Ria brilha no fim e Jazz Gaming tira a invencibilidade do Blazer5 Gaming
FGC QUEM "RIA" POR ÚLTIMO, RI MELHOR

Ria decide no fim para o Jazz, Nets estreia com derrota e mais; veja como foi o último dia da Semana 4 da 2KL

NBA 2K League: Grizz Gaming vence Lakers Gaming no duelo de zerados
FGC ALELUIA PARA UM

"Goleadas", finais emocionantes e a draga do Lakers Gaming; veja como foi o Dia 3 da Semana 4 da NBA 2K League

NBA 2K League: Wizards District Gaming e T-Wolves Gaming engatam quinta vitória seguida
FGC 'TÁ PEGANDO FOGO, BICHO!'

Após estrearem com derrota, Wizards e T-Wolves só conhecem vitórias; veja como foi o Dia 2 da Semana 4 da 2KL.

Instagram

última imagem publicada no instagram por eSportsBR