R6: FAZE VENCE PAIN E BUSCA LIDERANÇA DO BRASILEIRÃO.

FaZe está a dois pontos de superar a Team Liquid no topo da tabela

R6: FAZE VENCE PAIN E BUSCA LIDERANÇA DO BRASILEIRÃO.

Rainbow Six Esports Brasil

Em mais uma semana de confrontos do Brasileirão de Rainbow Six Siege a FaZe Clan dominou a paiN Gaming, enquanto NiP e Black Dragons sofreram um empate. Com os resultados o time da FaZe ficou com 24 pontos na tabela e na segunda colocação, atrás apenas da Team Liquid, com 25 pontos.


A partir desta semana algumas mudanças ocorreram. O operador Lion, que estava automaticamente banido das partidas competitivas, está de volta, junto a adição dos operadores Mozzie e GridLock, da operação Burnit Horizon. Além disso houve também a alteração no map pool, com a saída do mapa Oregon, e a entrada do Kafe Dostoyevsky.


OS JOGOS


FaZe Clan x paiN Gaming 2 - 0


A partida começou no mapa Banco, com a FaZe abrindo o placar na defesa. Na sequência a paiN trabalhou bem os refrags e igualou a pontuação. Após isso a PG abriu vantagem no marcador, mas a FaZe se recuperou e empatou na primeira metade, 3 a 3. No segundo tempo o time da FaZe não deixou brechas e quebrou a defesa em todas as rodadas, finalizando o mapa em 7 a 3.


No segundo mapa, Consulado, a FaZe mais uma vez deu o pontapé inicial, mas, logo a paiN superou as defesas dos adversários. O time da FaZe levou a melhor contra os ataques da paiN, que não foram tão efetivos como no mapa anterior, com o half terminando em 4 a 2. No início do segundo tempo a FaZe pontuou mais uma vez e, no oitavo round, Norden venceu um clutch 1v2 e marcou mais um ponto para sua equipe. Contudo a FaZe desempenhou um ataque consistente pelo restante da partida, e venceu o mapa por 7 a 3.

Ninjas In Pyjamas x Black Dragons 1 - 1


Com Muzi afiado a NiP abriu o placar na Mansão. Já na ronda seguinte, live brilhou e venceu um clutch 1v1, empatando a pontuação. Com falta de estratégias no ataque a BD foi facilmente lida pela NiP, que marcou mais três vezes, sendo o último ponto do primeiro tempo, dos dragões, 4 a 2. Com melhor preparo os ninjas apresentaram maior variação de táticas para o ataque, e anularam a defesa no segundo turno, que acabou em 7 a 3.


No Consulado o bom desempenho foi unilateral, com a Black Dragons marcando cinco pontos na defesa. Com a vantagem no marcador, e um ataque renovado os dragões conseguiram fechar o mapa em 7 a 2.


A TABELA