O EQUILÍBRIO ENTRE AS REGIÕES NO RAINBOW SIX SIEGE

Veja como o momento atual no Rainbow Six profissional tende a estar em completa estabilidade.

O EQUILÍBRIO ENTRE AS REGIÕES NO RAINBOW SIX SIEGE

ESL

O Rainbow Six Siege é um dos esportes eletrônicos mais populares do mundo. Com mais de quarenta milhões de jogadores, e campeonatos que chegam a dois milhões de dólares em premiação, o jogo chega a seu quarto ano competitivo com um grande equilíbrio entre regiões.

 

A cada ano o cenário profissional de Rainbow Six se aproxima de modalidades já estabelecidas nos esports, como o League of Legends, CS:GO e Dota 2. Cada vez mais o investimento cresce. Grandes organizações como Team Liquid, FaZe Clan, Immortals, Ninjas in Pyjamas, Cloud9, Natus Vincere, Fnatic, G2 Esports e Mousesports, ingressaram no jogo da Ubisoft com equipes formadas com os melhores jogadores.

  

Na visão dos especialistas

neOaDI2.jpg (4680×3120)

(Foto por: Ubisoft)

Depois de três anos de soberania europeia (G2), o competitivo do Siege aparenta estar chegando em um nível de equilíbrio nunca antes visto. O técnico da organização japonesa Nora-Rengo, Yasuhiro "kizoku" Nishi, afirmou que o Rainbow Six não possui mais um “gap” entre as regiões. Isso significa que a cada torneio internacional o número de equipes favoritas ao título tende a aumentar consideravelmente. A Nora-Rengo sempre mostrou ser uma das melhores composições da região APAC, chegando às semifinais do Six Invitational 2019 e da oitava temporada do Pro League S8 Finals. Na nona edição da PL o time de Kizoku mais uma vez se classificou para a etapa final, junto à Fnatic, também representante oriental.

Para o analista australiano James “Devmarta” Stewart o ano de 2019 será “o ano dos underdogs”. “Se eu tivesse que escolher um time que eu acho que superou as expectativas, eu opto pela Nora-Rengo, por razões óbvias” - afimrou James. Segundo a jogadora australiana do Avant Gaming, Kaya ‘Loona’ Omori, a região Asiática está no melhor momento para vencer uma grande final em torneio internacional. Outro reflexo do equilíbrio competitivo foi durante a classificação europeia para a Pro League Season 9, onde a grande G2 Esports, detentora de oito títulos mundiais de Rainbow Six, não conseguiu se classificar para a etapa final, estando na quinta posição a duas semanas da conclusão das qualificatórias, e matematicamente sem capacidade de garantir uma vaga.

 

O Brasil nos Mundiais

Liquid2.jpg (2048×1365)

(Foto por: ESL)

A Team Liquid foi o primeiro time brasileiro a conquistar um título mundial no Rainbow Six, quando levantou o troféu da Pro League Season 7 Finals. Em outra oportunidade, na Pro League Season 8 Finals, a FaZe Clan foi finalista da competição. Apesar dos bons resultados as equipes brasileiras tiveram um desempenho abaixo do esperado no Six Invitational 2019. Um dos fatores que mais prejudicou os brasileiros na competição foi o tático, algo que as equipes europeias ainda superam os americanos em alguns momentos.

 

No momento atual a Immortals e a FaZe Clan apresentam-se como as formações brasileiras mais preparadas para encarar a etapa final da Pro League Season 9, campeonato que ocorre nos dias 18 e 19 de maio em Milão, na Itália. Contudo a performance dos dois times ainda é uma incógnita, já que em diversos eventos os sul americanos entram como favoritos, mas acabam não chegando a final.

 

Equipes que podem surpreender em 2019

i (1296×729)

(Foto por: ESL)

Como falado anteriormente, a Nora-Rengo é um time que tende a crescer cada vez mais, tornando-se candidata a ser a primeira equipe da APAC a levantar um troféu internacional do Siege. Devmarta apontou também a Team Reciprocity e alguns brasileiros, como a FaZe Clan, como times que podem ter resultados cada vez melhores. Podemos destacar também a Evil Geniuses, que apesar de ainda não ter conquistado um título no game, está sempre entre os aspirantes a levantar troféus.

 

O que esse equilíbrio representa para os eSports?

 

O nivelamento de regiões é um fator totalmente benéfico para o Rainbow Six. Baseado em experiências de outras modalidades, como por exemplo o CSGO, podemos afirmar que a hegemonia de equipes reduz a interatividade de torcedores com torneios, já que muitos pensam - ”não vou assistir porque já sei quem vai ganhar”- logo, no Rainbow Six,  a incerteza sobre quem vai vencer o campeonato X ou Y gera maior interesse dos espectadores, que acompanham cada campeonato mais afinco, curiosos para saber quem vai se dar melhor na competição apesar de certos favoritismos.