MIBR VENCE ASTRALIS EM UMA SÉRIE DISPUTADÍSSIMA

MD3 entre as equipes foi diputadíssima.

MIBR VENCE ASTRALIS EM UMA SÉRIE DISPUTADÍSSIMA

eSportsBR

A MiBR enfrentou a Astralis no segundo confronto da fase de grupos da ECS Season 6. A disputa foi no formato melhor de três mapas (MD3). O mix americano ganhou de virada dos europeus em uma série disputadíssima.

 

O JOGO

 

Mirage [16 – 10] – Escolha da MiBR

 

A primeira metade foi marcada por extremo equilíbrio. Iniciando no lado terrorista a Astralis saiu a frente no placar, ganhando o pistol e abrindo uma vantagem de quatro pontos. No quinto round a MiBR “acordou” e pontuou pela primeira vez. O ponto deu confiaça aos CTs, que conseguiram encaixar as rotações e clutches para virar o placar e marcar seis a cinco. O primeiro half terminou com vantagem dinamarquesa, apontando oito a sete.

No lado terrorista os brasileiros tiveram grande dificuldade para pontuar. Com um CT impecável a Astralis chegou ao matchpoint. A Made In Brazil ainda tentou uma reação após vencer um round e quebrar a economia CT, mas não foi o suficiente para que eles finalizassem a partida por dezesseis a dez.

 

Train [22 – 20] – Escolha da Astralis 

Na Train a Astralis abriu o placar como CT. Após três pontos seguidos os brasileiros se recuperaram e pontuaram até virar e ganhar vantagem, com o marcador indicando sete a quatro. Os dinamarqueses correram atrás mas o MiBR concluiu a primeira metade a frente, por oito a sete.

A segunda metade os TRs empataram. Mas em seguida um domínio brasileiro soou para chegar a quatorze pontos. O time europeu novamente lutou para aproximar o resultado, e o segundo half terminou em overtime. O primeiro OT terminou em vantagem brasileira, mas foi necessário o segundo para decidir a partida. Mais uma vez a Astralis teve de correr atrás no placar, mas o mapa terminou com vitória suada para a MiBR por vinte e dois a vinte.

 

Inferno [16 – 13]

 

Finalmente a MiBR iniciou vencendo o pistol. Os brasileiros fizeram uma abertura dominante até o sétimo ponto como CT. A partir daí a Astralis começou a encaixar as estratégias e pontuar. A primeira metade terminou favorável ao lado contra terrorista por nove a seis.

No lado TR a MiBR perdeu o pistol. Após alguns pontos dos contra terroristas, os brasileiros venceram um econômico e voltaram a pontuar. Chegando ao fim da partida a Made In Brazil conseguiu o matchpoint, e, apesar da tentativa adversária de overtime, eles conseguiram finalizar a partida por dezesseis a quatorze.

 

A MiBR avançou para as semifinais, ainda sem adversário definido. Essa vitória foi muito importante para a equipe, já que ela vinha de uma série de derrotas frustrantes em outros campeonatos, contra essa mesma Astralis.