Escreva o que pretende procurar e pressione ENTER para iniciar a sua pesquisa!

eSports-logo-250x250
live-news-icon

Live News

Logomarca da Liga Academy

Imagem de: Divulgação/LCS Academy

LoL

LOL: RIOT ABRIRÁ VAGAS ADICIONAIS À PAÍSES EMERGENTES NA LIGA ACADEMY

Os campeonatos Academy nos EUA permitiam apenas um estrangeiro no time titular, mas essa realidade vai mudar e

A partir de 2020 os times de base da LCS, conhecidos como Academy, poderão contratar mais de um jogador das regiões “emergentes” de League of Legends, na tentativa de desenvolver mais talentos e a troca de experiências com as diversas regiões secundárias do cenário. Essa nova regra inclui o Brasil, dando maiores oportunidades aos jogadores que querem ir ao NA (North America). 

Atualmente temos o Jukes, pro player brasileiro que hoje faz parte da Cloud 9 Academy, com oportunidades de jogar como titular na temporada Academy. Diferente do cenário brasileiro, a LCS é constituída por franquias, portanto não há rebaixamento. Dessa forma, não há 2ª divisão, como acontece no Brasil com o Circuito Desafiante

Porém, para criar outro campeonato forte nos EUA, a Riot criou a Liga Academy, que são times de base dos times principais. Os jogadores não são “aprendizes”, são considerados profissionais, com grande oportunidade de estarem no futuro compondo o time principal. 

Os países emergentes considerados no cenário de League of Legends são:

  • Brasil
  • Turquia
  • Latam (América Latina)
  • Oceania
  • Comunidade de Países Independentes 

Como funciona a nova regra

A grande diferença dessa nova regra é que essa vaga adicional não é considerada uma vaga importada, ou seja, de estrangeiro. Hoje, caso um brasileiro tenha que ir para o cenário NA, o contrato é de “não-residente”, e portanto, considerado de peso igual a um europeu, chinês ou coreano. 

Com a nova regra, além do time poder contratar um brasileiro através desse método, poderá ainda ter mais uma vaga de país emergente que não será contabilizado como “não-residente”. Assim, um mesmo time poderá ter dois brasileiros no roast, ou de outros países secundários, por exemplo. 

A vaga adicional também facilita a contratação de dois profissionais de países como Coréia, China e países europeus e mais uma contratação de país emergente. Assim, os times Academy poderão desenvolver mais jogadores do cenário mundial. 

No entanto, apesar de facilitarem mais contratações, o roast principal inicial, ou seja, a equipe que vai a campo no início do jogo oficial, não poderá ter mais de dois estrangeiros. Portanto, se um time tiver um europeu, coreano e turco, apenas 2 desses jogadores iniciarão um jogo. Apesar da regra, o terceiro jogador estrangeiro pode estar no banco e ser usado em caso de substituição.

PalomaBarreto

Paloma Barreto

Que os brasileiros possam aproveitar essa oportunidade!

Notícias Relacionadas

NBA 2K League: Raptors Uprising GC quebra recorde de melhor início de temporada regular ao bater Heat e chegar a 11-0
LoL 11-0 INÉDITO!

Raptors Uprising quebra recorde de 2019 do Mavs; veja como foi o Dia 1 da Semana 8 da NBA 2K League

NBA 2K League: Magic Gaming surpreende e bate Warriors Gaming Squad
LoL WGS EM CRISE?

Duo da Flórida recuperado, Celtics zerado e Jazz embalado; veja como foi o Dia 4 da Semana 7 da NBA 2K League

NBA 2K League: em duelos emocionantes decididos por um ponto, Mavs Gaming vence Warriors Gaming Squad
LoL FINAIS EMOCIONANTES

Mavs passa pelo Warriors Gaming Squad no melhor duelo da temporada; veja como foi o Dia 3 da Semana 7 da 2KL

Instagram

última imagem publicada no instagram por eSportsBR