FIM DO SONHO! LIQUID CAÍ PARA A EMPIRE E ENCERRA CHANCE DE TÍTULO BRASILEIRO NO MUNDIAL DE R6

Mesmo jogando bem, equipe tropeça no mapa decisivo e se despede do torneio.

FIM DO SONHO! LIQUID CAÍ PARA A EMPIRE E ENCERRA CHANCE DE TÍTULO BRASILEIRO NO MUNDIAL DE R6

Team Liquid

A Team Liquid, última equipe brasileira remanescente no Six Invitational 2019, perdeu seu confronto nas quartas de final por 2 a 1 nessa sexta (15) contra a Team Empire. Mesmo jogando bem, a equipe não conseguiu segurar o jogo dos russos no mapa decisivo da série melhor de três (MD3) e se despediu da competição na faixa de 5ª/8ª colocação.

 

O JOGO

Começando pelo mapa de escolha dos brasileiros, o primeiro confronto foi disputado no Litoral. A Liquid mostrou que fez o dever de casa e aplicou um excelentíssimo lado atacante no início da partida. A Empire mal conseguia reagir aos avanços dos cavalos, que conseguiram finalizar o primeiro half com 5 a 1 no placar. Na mudança de lado os russos até chegaram a esboçar certa reação, mas não foi suficiente para conter o ímpeto da Liquid, que fechou o mapa em 7 a 4.

Consulado foi o segundo mapa da MD3. Novamente, os brasileiros começaram com muito gás, promovendo ótimos contra-ataques do lado defensivo.  O destaque ficou a cargo de Luccas “Paluh” Molina, que mais tarde viria a ser o melhor jogador da Liquid em toda a série, se lavada em consideração tanto número de abates quanto o K/D Ratio. A Liquid novamente encerrou o primeiro tempo com a vantagem no marcador, mas dessa vez a Empire conseguiu reparar todos seus erros para voltar para a última metade de maneira avassaladora. Os russos pontuaram seguidamente sem ceder um ponto sequer ao time brasileiro, fechando o confronto em 7 a 4.

O jogo decisivo foi no mapa Fronteira. A Team Liquid saiu na frente, abrindo dois pontos de vantagem. Mas daí em diante o jogo dos cavalos simplesmente parecia não encaixar e eles abaram sendo ultrapassados e dominados pela equipe russa, que demonstrava muito mais sinergia em suas calls. Cedendo apenas mais dois pontos aos cavalos, a Team Empire fechou a partida com mais um 7 a 4 no marcador, despachando os brasileiros para casa.

 

PSICOLÓGICO?

Após o jogo, Guilherme “gohaN” Alf desabafou em seu Twitter sobre o desempenho de sua equipe e postou críticas à organização do evento. De acordo com o pro player, a Liquid fora prejudicada em um round em que o áudio do jogo de André “nesk” Oliveira teria falhado. A organização teria se recusado anular e refazer o round, conforme prevê o regulamento da competição.

https://uploaddeimagens.com.br/images/001/902/861/original/Tweet_1.png?1550325172https://uploaddeimagens.com.br/images/001/902/862/original/TWEET_2.png?1550325191

(Tweets de gohaN após a derrota da Liquid no Six Invitational 2019)

 

O desabafo de gohaN sobre o jogo não foi recebido bem por parte da torcida, que teria entendido que o player estaria criticando seus companheiros de equipe. De acordo com o jogador, a interpretação correta seria de que todos teriam que cometido falhas e que “talvez se eu (gohaN) falasse de outro modo seria entendido as calls”.

Em novembro do ano passado o eSports Brasil fez uma entrevista exclusiva com Leo “ziG” Duarte, onde o jogador da Liquid apontou que um dos principais pontos que o Brasil teria que melhorar para obter mais resultados internacionais positivos seria o psicológico. Será que, novamente, os times brasileiros foram sabotados por suas próprias cabeças?

 

MUNDIAL SEGUE

Com a saída da Liquid a participação do Brasil no Six Invitational 2019 foi encerrada, mas a competição segue a todo vapor. Quatro equipes restam na luta pela maior parte da premiação total de US$ 1 milhão. Neste sábado (16) teremos a primeira semifinal, disputada entre Team Empire e Nora-Rengo, às 15h. Já o segundo confronto acontece entre G2 Esports e Team Reciprocity, às 18h45. Os vencedores de cada confronto se enfrentam amanhã na grande final da competição, às 16h30. Todos os confrontos podem ser acompanhados pela página oficial do Rainbow Six Br na Twitch.