FILADÉLFIA RECEBERÁ ESTÁDIO DE ESPORTS AVALIADO EM US$ 50 MILHÕES

Obra começará no meio do ano e será a casa do Philadelphia Fusion.

FILADÉLFIA RECEBERÁ ESTÁDIO DE ESPORTS AVALIADO EM US$ 50 MILHÕES

Comcast Spectacor/Populous

A estado da Filadélfia, nos Estados Unidos, está prestes a receber um novo estádio de esports. O projeto avaliado em 50 milhões de dólares é uma iniciativa da Comcast Spectator, empresa de esportes e entretenimento que é dona do time de hockey Philadelphia Flyers e também comanda o Philadelphia Fusion, time da Overwatch League.

A construção do empreendimento está prevista para começar no verão norte-americano, com previsão de abertura em 2021. O espaço terá mais de seis mil metros quadrados, com capacidade para 3.500 assentos prontos para receber os maiores eventos de esports do mundo.

Fusion-Arena-Training-Center_web.jpg (1920×1080)

(Foto por: Comcast Spectacor/The Cordish Companies/Populous)

A foco principal do estádio será servir como casa para o Philadelphia Fusion, que já se tornou um dos mais populares times da Overwatch League. Entretanto, o local também abrigará outros eventos e atrações ligadas ao esporte eletrônico.

A Populous, empresa internacional especializada em arquitetura de empreendimentos esportivos e planejamento de eventos, será a encarregada do projeto. Além deles serem responsáveis por grandes obras no mundo dos esportes, como a construção da principal Arena dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, a Populous também vem adquirindo experiência no mundo dos esports. No ano passado eles foram responsáveis pelo projeto do Esports Stadium Arlington (Texas), atual maior arena de esports das Américas.

TURNING POINT?

A construção do novo estádio representa mais do que apenas um grande investimento na indústria do esports. Pode ser um marco no setor, representando um ponto de virada onde os times (e empresas por trás deles) decidam que as famosas Gaming House/Offices talvez não sejam mais suficientes para lidar com o exponencial crescimento e exposição do esports.

Estaríamos entrando numa era onde cada time tem sua própria arena? Poderemos ver em breve equipes viajando para enfrentar adversários “em casa”, assim como ocorre nos esportes tradicionais? O esports estaria pronto para isso?

Sinceramente, não sei. Mas ruim não é.

comcast-spectacor-philadelphia-fusion-new-esports-arena.jpg (800×450)

(Foto por: Comcast Spectacor/The Cordish Companies/Populous)

Obviamente que não se trata de uma análise rasa e fácil. Existem diversos outros pontos que influenciam diretamente as respostas para as questões propostas, como a posição das desenvolvedoras dos jogos, logística, cultura de consumo, entre outras.

Mas é fascinante ver como o esports segue se moldando a conquistando espaços dificilmente imaginados há alguns anos. Melhor que isso é saber que, no fim, quem ganha somos nós.