FGC: DRAGON BALL FIGHTERZ, A EVO E O CONTO DE DUAS LENDAS

Junto com o novo jogo, uma rivalidade surgiu na FGC

FGC: DRAGON BALL FIGHTERZ, A EVO E O CONTO DE DUAS LENDAS

Reprodução/Stephanie Lindgren

Las Vegas, 3 de agosto de 2019. Após quase um ano do último confronto em alto nível e com tanta gente assistindo, finalmente GO1 (Goichi “GO1” Kishida) e SonicFox (Dominique “SonicFox” McLean) voltavam a se encontrar no palco do maior torneio de games de luta do mundo. O resultado, ninguém sabia ainda qual seria, mas de uma coisa todos os atentos espectadores tinham certeza: seria épico.


A EVO sempre teve essa mística, de mudar o que se espera. De alterar o roteiro do destino como um estudante que erra em uma conta e a apaga, reescrevendo a história. Por anos os “momentos” do torneio foram celebrados (EVO moment 37), mas a realidade é que mais do que isso, o que forma todo esse enredo, é a busca de cada um dos jogadores pelo título de melhor do mundo. Quem está no top 8, não treinou para estar apenas entre os 8 melhores, treinou para ser campeão. Apenas detalhes vão diferenciar uns dos outros a partir de agora.


E a história de 2019? A EVO já a reescreveu, algumas vezes, mesmo antes da competição começar. Porém, com Dragon Ball FighterZ, a história é ainda mais criativa. Do jogo de maior interesse em 2018, de inscrições e de público assistindo, para ser apenas “mais um” dos 9 que estão na disputa. Não só renegado por muitos, o jogo ainda teve sua final disputada no sábado, o que seria bem longe do “horário nobre” da EVO, o grande domingo de finais.


Mas nada disso interessava para os dois personagens citados na abertura deste texto. Ambos se aliaram ao misticismo da EVO para refazer o que todos não acreditavam: ressurgir o hype com o jogo de Goku e sua turma. No ano passado, quando o jogo ainda estava em seu ápice, eles fizeram seus nomes entre os maiores de DBFZ.


Uma Winner Finals com uma varrida de SonicFox, um 3 a 0 deixando GO1 para o lado dos Losers. O japonês retornou e enfrentou novamente o americano, na Grand Finals. Duelo que bateu o recorde de visualizações simultâneas da EVO, com mais de 250 mil espectadores acompanhando a transmissão. Apesar de chegar a resetar o torneio, devolvendo o 3 a 0, GO1 caiu no set definitivo, de novo com um 3 a 0 (e ainda com a estratégia de “esfriar” o oponente feita por SonicFox, ao pedir para trocar de lado com o adversário e demorar a retornar para o jogo). 


A partir daí, a disputa dos dois passou a ser mais rara. Nem mesmo durante o World Tour - o campeonato oficial de DBFZ da produtora - houve esse tão esperado encontro nas finais. O título ficou com Ryota "Kazunoko" Inoue. Por muito tempo, pareceu que a rivalidade havia esvaecido, tal qual a popularidade do jogo. 


Com um 2019 estranho, diversos campeonatos de DBFZ foram cancelados.O jogo parecia ir de mal a pior, ainda mais com o anúncio tardio da nova World Tour. Tudo indicava a maior rivalidade do jogo já havia sido sepultada. Porém, a EVO tem seus meios de contar a história. 


Dessa vez, não houve varrida. Dessa vez, não houve reset da final. Dessa vez, não houve desentendimento pelo lado da tela. Mas houve diferença. GO1 venceu a Winner’s Final, em uma das partidas mais disputadas de Dragon Ball já vistas. Quem errou menos, venceu, e Goichi bateu o adversário, por 3 a 2 e então apenas aguardava quem retornasse do outro lado da tabela para enfrentá-lo. Novamente, SonicFox seria o nome a desafiá-lo, na briga pelo seu bicampeonato.


Após estar atrás por 2 a 0, o japonês mostrou a frieza oriental ao ser capaz de devolver os sets contra um dos grandes adversários que já teve na sua carreira - o melhor proplayer de 2018, de acordo com o público. Com o 3 a 2, GO1 subiria ao patamar das lendas da EVO, ao ter derrotado um dos favoritos em qualquer jogo que disputa. 


E, se a frieza foi o suficiente para GO1 manter a calma e virar o jogo, ela se acabou no instante em que acertou o último golpe em Fox. Após ter problemas com a mão antes do evento, Goichi não aguentou a emoção. O japonês chorou ao garantir o título da EVO e seu primeiro grande título de DBFZ. A rivalidade ganhou mais um capítulo. Qual o próximo?