ESPORTS: DIVERSIDADE NOS GAMES

O evento organizado pelo Abragames debate o assunto nesta quarta.

Esports: DIVERSIDADE NOS GAMES

Reprodução

O esporte eletrônico é um fenômeno com uma série de benefícios sociais, culturais e financeiros. Entretanto um dos temas que devem ser discutidos nesse mercado é sobre a diversidade nos games. 


Eventualmente lamentamos casos de segregação racial, homofobia ou misoginia em todas as esferas dessa indústria. Desde a participação de equipes femininas ou mistas em campeonatos, até o bullying e racismo praticado por jogadores casuais. 


ABRAGAMES


Para mudar esse fator que afeta a indústria dos jogos eletrônicos a Abragames, Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais, desenvolverá primeiro bate-papo para discutir a questão da representatividade na indústria de games. Entre os palestrantes estão a Raquel Motta (Sue The Real), José Wilson (Pix Juice), Marcos Silva (Sue The Real), Mariana Rodrigues (Flux Games), Simon Gamboa (Tapps Games), Ivelise Fortim (Homo Ludens).


O objetivo do debate é conscientizar a comunidade. "Para isso, é necessário abrir espaço para diálogo e discutir questões relacionadas à diversidade de gênero, de raça, de identidade sexual, deficiências e seu impacto na indústria brasileira de games", afirma Vicente Vieira Filho, vice-presidente da Abragames.


O Abragames é uma entidade sem fins lucrativos que tem como missão promover ações que ajudem a difundir a cultura do respeito e da igualdade nos ambientes de estudo e trabalho da indústria de jogos em território nacional, por meio da oportunidade de inclusão e, consequentemente, maior representação, do grupo aqui descrito como minorias representativas: composto por mulheres, cis e trans, pela comunidade LGBTQI , pessoas negras e de outras etnias e pessoas portadoras de deficiência.


Com entrada franca, o evento acontece nesta quarta (7) na Biblioteca da Unibes Cultural, na Rua Oscar Freire 2500 em Sumaré/São Paulo

As inscrições podem ser realizadas no site oficial de divulgação.

SAIBA MAIS!





Caso de machismo no cenário de League of Legends.