CIRCUITÃO: ANÁLISE DA SEGUNDA RODADA

Com as vitórias, Red Kalunga e Pro Gaming estão na liderança

CIRCUITÃO: ANÁLISE DA SEGUNDA RODADA

Divulgação/Riot games

Na noite da última terça-feira (11) aconteceu a segunda rodada do segundo split do Circuito Desafiante - a segunda divisão do League of Legends no Brasil. As disputas foram entre Rensga e RED Kalunga, Falkol e Vivo Keyd e Pro Gaming e Havan Liberty.

Rensga 0 x 1 RED Kalunga

A RED começou diferenciada e já invertendo as rotas do topo com a do meio. Aos três minutos, um duplo gank na rota central levou ao first blood para a Rensga. O foco foi no topo Pedro “LEP” Marcari, que usou tudo o que tinha para escapar, no entanto, seu caçador, Gabriel “Revolta” Henud ficou na lane para segurar a pressão adversária mas não foi páreo para os dois jogadores adversários e acabou sendo abatido. O troco veio logo no minuto seguinte, na rota inferior, em que Alexandre “Titan” Lima abateu o suporte adversário. A Red focou seus objetivos nos dragões, enquanto a Rensga garantiu o Arauto e, com isso, algumas barricadas na rota do topo. A partida começa a se definir aos 16 minutos, quando a Rensga garante seu primeiro dragão, mas é cercada pela Red e cede três abates, além de duas torres na rota do meio. A vantagem criada pela Red nessa luta foi o suficiente para que eles pudessem levar a partida até o fim e garantissem a segunda vitória na competição (VOD).

Falkol 0 x 1 Vivo Keyd

A partida começou com bastante estudo por parte das equipes. O first  blood saiu apenas aos 6 minutos, quando Szépvölgyi "mumus100" Márió pressionava o topo da Falkol e, ao ser gankado por Oleg "ReAt1vo" Ralchenko, resolveu fazer um dive e garantir a primeira kill do jogo, mas sendo abatido logo em seguida. Até os 29 minutos o jogo seguia equilibrado. Apesar de estar pouco atrás no ouro e na visão do mapa, a Falkol conseguia se manter em igualdade pela vantagem em abates (9 a 4). Porém, nesse momento a luta pelo barão aconteceu e, com dois abates para a Keyd, o caminho ficou livre para que a equipe fizesse o objetivo, aumentando sua vantagem. Com isso, foi apenas questão de tempo - o que ainda era vantagem para a Keyd, que escalava melhor no late game - para a vitória.(VOD)

Pro Gaming 1 x 0 Havan Liberty

O jogo começou devagar, mas o first blood saiu já contando com quatro abates, dois para cada lado. Na rota do meio, em um duplo gank, a Pro Gaming ficou com o primeiro abate, mas o caçador Marcos "Cariok" Oliveira abateu os dois jogadores na sequência. Enquanto isso, Francisco "FNB" Braz solou Lucas "Zantins" Zanqueta entre as duas torres do topo. A vantagem do topo da Pro Gaming foi definitva para a equipe embalar. Com gank no meio, fNb pegou mais um abate e ainda abriu espaço para o arauto. O objetivo foi bem utilizado, garantindo a primeira torre do jogo, na rota central, aos 14 minutos, com todas as barricadas. Aos 22 minutos, uma call arriscada de Barão quase custou caro para a Pro Gaming, pois perdeu o inibidor da torre inferior enquanto conquistavam o objetivo. Porém, a pressão só aumentou a favor da PRG, que ainda precisou de um novo barão, aos 28 minutos, para partir para o final da partida e somando sua segunda vitória. (VOD)

O Circuitão retorna na próxima semana, na segunda (17) e terça-feira (18), com as rodadas 3 e 4.