A ATUALIZAÇÃO QUE MUDOU O CS:GO EM 2018

A ATUALIZAÇÃO QUE MUDOU O CS:GO EM 2018

eSportsBR

Semanalmente a Valve lança atualizações com correções de bugs e pequenas alterações para o CSGO. Mas dessa vez a mudança foi maior, e pode afetar drasticamente os times profissionais com suas abordagens e estratégias em rounds. O dia nove de outubro pode ficar marcado na história do Counter Strike.

A começar pela mudança na economia dos rounds de vitória e derrota. O time que perde o primeiro round (round pistol) recebe $1900 e $2400 no caso de duas derrotas consecutivas. O que também pode mudar a postura das equipes é a redução da força dos rounds econômicos, os “CZGO”, já que agora as CZs estão com maior imprecisão de disparo e recoil diferente. Houve também a redução no preço das armas SG553
($2750) e AUG ($3150) o que pode torna-las uma opção válida no âmbito profissional. Por fim, e o mais importante, é a introdução de novos mapas. Austria é o novo mapa da rotação do modo competitivo (matchmacking), após a retirada da Canals. Já no modo casual os mapas da comunidade Biome e Subzero foram inseridos, o que nos dá esperança de um dia vê-los na rotação competitiva, e quem sabe até em campeonatos.

IMPACTOS NO CENÁRIO PROFISSIONAL

Alguns times, como a Team Liquid e Astralis, são conhecidos por serem perigosos em rounds econômicos. Enquanto outros, de postura mais agressiva, como a MiBR e FaZe Clan, poderão aplicar rounds armados mais cedo após perder alguns rounds em sequência. Sendo assim, terão a chance de se aproximar da pontuação do adversário logo no início da partida. Essa atualização é capaz até mesmo de alterar o ranking da hltv.org alongo prazo, já que existem times que podem não se adaptar bem às mudanças.